CATEGORIA : Saúde
Nota - Alerta Sarampo

30/08/2019 às 08:16:00

Diante da situação epidemiológica do Sarampo no Estado de São Paulo, a Secretaria Municipal de Saúde de Lins, através da Divisão de Vigilância Epidemiológica informa a confirmação do 1º CASO DE SARAMPO no município, trata-se de uma criança de 02 anos de idade, sabidamente vacinada, que iniciou com os sintomas característicos da doença em 31/07/2019 e no momento encontra-se bem e fora do período de transmissibilidade. Cabe ressaltar que desde o dia 22/07/2019 até a presente data, o município registrou a identificação de 10 CASOS SUSPEITOS DO SARAMPO, sendo 01 Positivo, 04 Negativos e 05 aguardando confirmação laboratorial pelo Instituto Adolfo Lutz de São Paulo.

Diante da SUSPEITA DE SARAMPO medidas profiláticas são adotadas, envolvendo a quarentena (isolamento), orientações clínicas e bloqueio das pessoas que tiveram contato direto com o paciente. O bloqueio visa a diminuição do risco de transmissão da doença nas pessoas que tiveram contato direto com o caso suspeito, consistindo na vacinação com a Tríplice Viral que protege contra as doenças Sarampo Caxumba e Rubéola (SCR). Frente a esse caso confirmado, mediante recomendações do Ministério da Saúde, será realizado a ação de varredura, que consiste na leitura da caderneta e vacinação se necessário em todas as pessoas residentes próximo a residência do paciente.

O Sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa, transmitida de pessoa a pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, respirar, falar ou espirrar e que permanecem dispersas pelo ar. Os sintomas são febre, exantema (manchas avermelhadas na pele) acompanhado de tosse, coriza e conjuntivite. Na presença destes sintomas evitar deslocamentos e procurar uma Unidade de Saúde mais próxima para avaliação.

É uma doença prevenida por meio da vacina Tríplice Viral (SCR) que está disponível em todas as Unidades de Saúde. De acordo com Calendário Vacinal, a vacina está indicada em 02 doses para indivíduos de 01 a 29 anos de idade e profissionais da saúde e 01 dose para indivíduos de 30 a 59 anos de idade, pessoas acima de 60 anos não recebem a vacina. Ressaltamos que recentemente a vacina Tríplice Viral (SCR) está liberada e indicada para crianças de 06 meses a 11 meses e 29 dias devido o risco de complicações nesta faixa etária.

À disposição para dúvidas e esclarecimentos.